FECHAR

Maestro Mario Tirolli

Pianista, tecladista, arranjador, regente, compositor e cantor

Formado em Música Popular na UNICAMP, em música erudita pelo Conservatório Musical de Santos e Regência pelo Conservatório Municipal de Cubatão. Tem em seu currículo 35 anos atuando como músico profissional

Sua principal atividade atual é a direção do GRUPO TIROLLI, onde atua como regente, tecladista e arranjador. O GRUPO TIROLLI tem as seguintes atividades: TIROLLI ORQUESTRA & CORAL, para cerimônias e casamentos;  TIROLLI BAND, conjunto musical para festas; TIROLLI JAZZ – trio, quarteto ou quinteto de jazz; TIROLLI DIXIELAND – quarteto de jazz estilo dixieland e o TIROLLI PIANO & CORDAS – quarteto de cordas adicionado de sua participação ao piano, que é a base das formações instrumentais do GRUPO TIROLLI.

Em sua carreira de pianista erudito, realizou recitais em Santos, Cubatão, Campinas, São Paulo, culminado com a apresentação como solista do concerto para piano e orquestra “Rhapsody in Blue” de George Gershwin, no teatro Coliseu em Janeiro de 2019, com a ORQUESTRA MUNICIPAL DE SANTOS, sob regência do maestro Luis Gustavo Petri, em concerto comemorativo na ocasião do aniversário da cidade de Santos;

Outra atividades de sua carreira:

– Divulga seu CD “Mar de Amor” com composições próprias para piano solo em show e recitais;

– Pianista acompanhante do Coral da Alfândega de Santos, sob regência de Nailse Machado, desde 2000;

– Dirigiu espetáculos musicais como “A era dos festivais” (2004), “Só dá Lalá – centenário de Lamartine Babo” (2004);

– Assinou a trilha sonora e atuou como pianista ao vivo na peça “Geração Trianon” (1999);

– Compôs as músicas da peça “A Lei e o Rei” (2005) e “O Recital de Sofia” (2006);

– Atuou como pianista, compondo e adaptando a trilha sonora na peça “Ensaio para Anne”, com Elaine Lopes (2007);

– Escreveu arranjos para o Auto de Natal de Santos em 2003, 2004, 2006 e 2008;

– Em 2005, formou, com Marcos Canduta e outros músicos, o Quinteto Metropolitano, tocando arranjos próprios de choros brasileiros em shows pela cidade e estado de São Paulo.

– Em 2007 arregimentou e regeu orquestra de 35 músicos para acompanhar a cantora Liriel em seus shows.

– Em janeiro de 2008 fez show tocando piano regendo seus arranjos com o célebre pianista César Camargo Mariano e Jazz Big Band.

– Em março de 2008 iniciou turnê de shows pelo Brasil com o cantor e compositor Zé Rodrix e Jazz Big Band, assinando todos os arranjos musicais.

– Em setembro de 2008, também com a Jazz Big Band, assinou os arranjos em show com a dupla Kleyton e Kledir.

– Em dezembro de 2008 se apresenta com a Jazz Big Band no Citbank Hall, São Paulo, no espetáculo “Tributo a Frank Sinatra”

– Em janeiro de 2009 apresentou arranjos seus em show com Danilo Caymmi; em setembro comemorou 25 anos de carreira com um show no Teatro Guarany, em Santos, onde se apresentaram mais 100 músicos e cantores relacionados com seus trabalhos; em outubro tocou arranjos seus num show com Jorge Versillo, no Memorial da América Latina, em São Paulo

– Em 2010 assume a coordenação e regência a Orquestra Jovem da Igreja N. S. da Pompéia e escreve os arranjos do show “Vozes”, comemorativo de 10 anos existência da Banda Marcial de Cubatão.

– Em 2011 escreve arranjos para os shows “Chique é ser Brega” e “Roberto that Jazz”, apresentados com sucesso. Conduz o seu “Curso de Musicalização” em três meses, para o público da 3ª idade, no SESC – Santos, também com sucesso.

– Em 2012 divide o palco com Hermeto Pascoal, regendo a Big Band que o acompanhou, na abertura do “Santos Jazz Festival”. Assume a direção artística do evento “Aleluia, é Natal”, da Pinacoteca Benedito Calixto, em Santos.

– Em 2013, segue seu trabalho com o Tirolli Orquestra & Coral a todo vapor, com muitos eventos particulares. Participa pela 2ª vez do encontro internacional de corais “Cantapueblo”, em Mendoza (Argentina) com o Coral da Alfândega. (A primeira foi em 2011)

– Em 2014, escreve também o show comemorativo de 10 anos da Orquestra Padre Anchieta, se consolidando como um dos bons arranjadores para formações grandes da região.

– Em 2015, escreve arranjos para shows temáticos da Orquestra de Metais de Cubatão, antiga Banda Marcial, para os artistas Kika Wilcox e Samba no salto, shows estes comemorativos dos 25 da Banda, sempre com sucesso de público. Retoma com a Big Band uma turnê do show “As canções”, pelo interior de São Paulo, desta vez com o cantor Tavito como cantor principal, escrevendo também arranjos para suas famosas composições “Começo, meio e fim” e “Rua Ramalhete”, entre outras. Participa também, com o pianista Eduardo Paulino, de uma apresentação denominada “Duelo de pianistas”, com enorme sucesso e repercussão na região.

– Em 2016 escreve arranjos para a participação da Orquestra de Metais de Cubatão para o Mega Evento “Anime Friends 2016” a ser realizado em São Paulo.

– Em 2017 atua como pianista e arranjador no espetáculo da Orquestra Sinfônica de Santos no aniversário da cidade e coordena musicalmente a primeira apresentação ao vivo de corais de natal nas janelas do tradicional Hotel Atlântico, em Santos; realiza uma série de recitais com o “Quarteto Martins Fontes”

– Em 2018 apresenta como pianista as “Quatro Estações Portenhas” de Piazzolla, junto à Orquestra Sinfonica de Santos